Cruzeiro e Atlético-MG exigem receber mesma cota de TV que Corinthians e Flamengo

Disputa pelo posto de melhor time do Brasil é grande entre os mineiros (FOTO: Tite)

Disputa pelo posto de melhor time do Brasil é grande entre os mineiros (FOTO: Tite)

Uma polêmica tomou conta dos noticiários esportivos do Brasil. Com campanhas espetaculares em 2013, os dois clubes grandes de Minas Gerais, Atlético-MG e Cruzeiro, exigem ganhar o mesmo valor que Corinthians e Flamengo recebem da Globo. Segundo informações que circulam pelas alamedas futebolísticas, a emissora pagará 144 milhões de reais anuais aos dois clubes mais populares do Brasil entre 2015 e 2018, 60 milhões a mais do que paga hoje.

O presidente da Federação Mineira de Futebol, Euller Elias de Carvalho, disse que é injusto os clubes de Minas Gerais receberem menos, já que a dupla tem feito grandes campanhas e conquistou a Libertadores e o Brasileirão está quase garantido: “O futebol mineiro está arrebentando em 2013. Além dos títulos, futebol bonito e goleadas marcam o trabalho dos dois clubes e queremos igualar essas cotas com Flamengo e Corinthians. Temos o campeão brasileiro e o campeão da América e este é o nosso maior argumento”, disse.

A Globo explicou através de nota que não oferece cotas de acordo com o desempenho dos clubes: “O direitos são repassados por afinidade da direção da empresa com determinados clubes. O desempenho não importa, o que importa é o que os nossos coraçõezinhos sentem”, diz a nota.

A Conmebol já avisou que o Campeonato Mineiro dará vaga na Libertadores 2015. Por isso, os Galo e Zeiro não descartam fazer uma espécie de rebelião e transformar o o estadual em nacional, abandonando o Brasileirão a partir do ano que vem.