Confira tudo sobre a Gaivotas da Fiel, nova torcida do Corinthians

Leite Batavo só para a foto (FOTO: Netinho)

Leite Batavo só para a foto (FOTO: Netinho)

Nesta semana, o jornalista e apresentador de televisão Felipeh Campos, ex-integrante do programa Qual é a Música?, do SBT, anunciou a criação da “Gaivotas da Fiel”, uma torcida corintiana assumidamente gay – a diferença em relação às outras torcidas do Timão é a palavra ‘assumidamente’ -, disposta a fazer loucuras nos estádios. O Olé conversou com o idealizador do projeto, que deu mais detalhes sobre a torcida:

“Em vez de camisas tradicionais de torcidas, teremos camisolas; em vez de bandeiras com mastro de plástico, bambuzão. É por aí, mas a coisa não será tão diferente nos jogos do Timão, já que hoje todo mundo se aperta e se abraça… só faltava se beijar. Agora não faltará nada (risos)”, garantiu.

Campos ainda informou que a polêmica foto de Emerson Sheik fazia parte do planejamento para a criação da nova torcida: “O selinho do Emerson foi um teaser, uma prévia do que vinha por aí. Agora todos estão entendendo o que queremos conquistar – além dos garotões, claro. Falando nisso, o Sheik já garantiu presença na inauguração do local e terá uma barraca do beijo, para ele distribuir beijocas em todos. O Dinei é nossa traveca, vai comparecer também (risos)”.

A Gaivotas também fornecerá o tradicional lençol para atender a necessidade da maioria dos corintianos que estão confinados nos presídios do país: “O lençol branco que é estendido na cela para dar mais intimidade aos torcedores alvinegro terá o símbolo do Timão e da torcida. Tudo para os corintianos namorarem em paz”.

O torcedor Carlos Queiroz, conhecido como jóquei de jibóia, é um dos primeiros associados e já adiantou como serão as manifestações da torcida no estádio: “Aqui vamos fazer avalanche, só que não apenas quando sair gol do Timão, mas a cada apito do juiz. Vai ser avalanche toda hora, quero ver desgrudar depois (risos)”.

O único funcionário do Corinthians a comentar o caso foi Tite. O treinador afirmou que não vê problema na manifestação da torcida e foi direto ao assunto para expressar sua opinião: “A viadobilidade não é bem aceita na sociedade enquanto grupo de pessoas. Mas a bundabilidade é dele e ele dá para quem quiser”, disse.

Com exclusividade, o Olé do Brasil teve acesso a alguns cânticos que sairão das profundas gargantas dos integrantes da Gaivotas da Fiel:

Não para, não para, não para
Não para, não para, não para
Não para, não para, não para
Vem pra cima tigrão

Sou…
Da Gaivotas eu sou
Vou dar bitoca eu vou
E ninguém vai me segurar

Outro cântico interessante será entoado durante a entrada do zagueiro Paulo André, que ouvirá: “Lindo, tesão, bonito e gostosão” . A principal alteração ocorreu em uma das frases mais emblemáticas do clube: em vez de “corintiano, maloqueiro e sofredor”, o slogan agora é “corintiano,  mariquinha e mamador”.