EXCLUSIVO: Conheça os Blocos de Carnaval dos clubes brasileiros em 2016

EXCLUSIVO: Conheça os Blocos de Carnaval dos clubes brasileiros em 2016

O Carnaval é uma das principais festas do povo brasileiro, perdendo apenas para a Banheira do Gugu e, claro, para o futebol. Na era do marketing e da constante busca por novas fontes de receita, o futebol entrou definitivamente no Carnaval. Os clubes criaram seus blocos e desfilaram pelo Brasil.

Abaixo, confira o bloco de carnaval dos grandes clubes brasileiros e do Grêmio e suas características.

  • ATRÁS DO IMORTAL SÓ VAI QUEM JÁ MORREU – Os gremistas ainda vivos estavam com fantasias do Imortal mais frágil que existe. O Grêmio? Nada disso, estavam vestidos de zumbi de capacete.
    Principal carro alegórico: Já Fui Grande, que retrata o passado distante de glórias do Tricolor.
    Samba Enredo: Vou Beber Até Morrer.
  • BATE CARTEIRA – Os corintianos em liberdade condicional fizeram a festa pelas ruas do Brasil!
    O Corinthians levou à pista 60 carros alegóricos – todos construídos pelo governo -, 50 deles homenageando os maiores ídolos do clube: os árbitros.
    De tanto vender jogadores, em vez de Mestre-Sala e Porta-Bandeira, o Timão trouxe Mestre-Sale e Porta-Caneta.
    Principal carro alegórico: seria o carro para lembrar o Mundial de 2000, mas como o carro da Libertadores do mesmo ano ficou na Argentina, com o Boca Juniors, desistiram da ideia.
    Samba Enredo: Vou Vender Até Cair.
  • MARIA VAI COM AS OUTRAS – Os cruzeirenses fizeram o chão tremer – claro – durante a passagem de seu bloco. Com muita animação, os torcedores ganharam a plateia, mas ainda não sabem quando vai chegar a quarta-feira de Goulart.
    Comissão de frente passou a ser comissão de costas, com Fábio sendo o protagonista.
    Principal carro alegórico: O carro Dei as Costas mostra o goleiro Fábio comemorando uma vitória, mas sem a parte da frente. Por qualquer ângulo o arqueiro está de costas.
    Samba Enredo: Sonhos de Verón.
  • RAJA FOLIA – Os atleticanos, que tem a memória editada para lembrar apenas de vitórias, mostraram que têm senso de humor na hora de escolher o nome do bloco.
    Todos os torcedores estavam vestidos de Chicken Little.
    Principal carro alegórico: O segundo de Minas com muto orgulho.
    Samba Enredo: Se Minha Segundona Falasse.
  • DESCE O CACETE – Felipe Melo e amigos formaram o bloco mais violento da história.
    Foram registradas 28.323 brigas durante todo o carnaval. Dessas, 97% ocorreram durante a passagem do bloco de Felipe Melo e todas geradas por carrinhos por trás.
    Principal carro alegórico: Robben Pisado.
    Samba enredo: Carrinho por trás, a Arte Incompreendida.
  • SÓ SAI NA SEGUNDA – Vascaínos realizaram o segundo desfile na capital carioca com a homenagem ao clube que voltou para a Série B.
    Principal carro alegórico: Uma Aventura na Sibéria.
    Samba enredo: O retorno de Eurico Miranda, a maldição do Vascão.
  • VIRA-MESA – Os torcedores do Fluminense tomaram as ruas do Rio de Janeiro em um dos blocos mais floridos do Carnaval 2015!
    As principais fantasias dos tricolores foram o tapete, a mesa virada e Dona Flor e seus dois maridos.
    Principal carro alegórico: Dentro de campo, um anão; fora dele, um gigante.
    Samba Enredo: Cadê meu Passaporte?
  • CACHORRADA DE PERUCA: Os torcedores do Sport enlouqueceram o Carnaval de Recife!
    A principal fantasia foi a de cadela de peruca, em alusão ao mascote Leão.
    Principal carro alegórico: Leão doméstico, homenageando Simba, o famoso Rei Leão do desenho animado que era mais bonzinho que o Papa.
    Samba enredo: Esse leão é gato.
  • BLOCO DOS MODINHAS – Os maiores modinhas do mundo, os são-paulinos, arrasaram nas ruas de São Paulo!
    Os são-paulinos só saíram para curtir carnaval nas horas boas. Nas ruins, não tinha ninguém.
    Principal carro alegórico: Cisne Cerebral
    Samba Enredo: Faça chuva, faça sol, só vou com você na boa.
  • FAX MACHINE – Os palmeirenses fizeram uma homenagem a principal conquista dos últimos anos: a máquina de fax.
    Os torcedores se fantasiaram de Valdívia, e dançaram fazendo seu movimento mais famoso. Chute no vácuo? Nada disso! Trata-se da lesão na coxa, claro!
    Principal carro alegórico: “Alexandre Mattos, o Moleque Canetão”, em homenagem ao diretor que contrata até pensamento.
    Samba enredo: Vou te Contratei.
  • SÓ NÃO VALE DAR O CU – Os amigos do Gil também desfilaram pelo Brasil para reforçar a lei que leva o nome do craque.
    Camisinhas foram distribuídas, junto com um guia sobre o que pode e o que não pode no Carnaval. E na vida.
    Principal carro alegórico: Meu anel precioso.
    Samba enredo: Só falta avisar as novinhas.
  • BLOCO DA BRISA – A turma do suposto furacão do Paraná zoou para valer na capital paranaense!
    O bom tempo, sem vento, fez a alegria dos foliões.
    Principal carro alegórico: Penso que sou gigante.
    Samba enredo: Sou Flamengo sem Globo.
  • O GUARANI DE CURITIBA – O lado verde de Curitiba também fez uma bela festa, que foi apelidado de Green Hello!
    Principal carro alegórico: Couto Pereira, o maior salão de festas da Copa do Brasil.
    Samba enredo: Sou Palmeiras sem títulos.
  • SÓ JOGO NO CORINTHIANS – Os rubro-negros cariocas tomaram as ruas, os relógios e o dinheiro dos outros foliões em um desfile que homenageou o o principal jogador do time.
    Principal carro alegórico: “Sou Timão”, para homenagear o matador Guerrero.
    Samba enredo: “Sem Teto”.
  • SÉRIE B E MUSAS – Em Salvador, os soteropolitanos se uniram pela primeira vez e fizeram um desfile único. Motivados pela preguiça de organizar dois desfiles, os torcedores do Bahêa e do Vitória homenagearam Ivete Sangalo e Cláudia Leitte.
    Principal carro alegórico: “Veveta e Leitte”, que trazia o rosto das duas e as pernas torneadas das cantoras por todo o carro.
    Samba enredo: “A Bahia e a Série B, mais unidos que o axé”
  • ELENCO DE CAMPEÃO, MAS SÓ GANHA GAUCHÃO – Na capital do Rio Grande do Sul, os torcedores do Internacional aproveitaram o clima carnavalesco para brincar com o time que sempre monta um elenco competitivo, mas só vence o estadual e olhe lá.
    Chamou a atenção os torcedores fantasiados de D’Alessandro, que, ao tentar coordenar o desfile, corriam e brigavam com os outros em vez de desfilar. E depois iam embora do nada.
    Principal carro alegórico: “Fabricio”, que mandava o pessoal tomar suco de caju.
    Samba Enredo: “Renata Fan, a mais bela conquista do Internacional nos últimos anos”
  • BLOCO DO HOMEM SÓ – Botafoguenses e santistas se juntaram para fazer um bloco decente, com muitas pessoas e… não conseguiram. Apenas 4 torcedores apareceram.
    A principal característica do desfile é que não tem ala das crianças, só velha guarda.
    Principal carro alegórico: Estádio Vazio – o carro alegórico representa um estádio sem nenhum torcedor, realidade comum para os times.
    Samba Enredo: “Balão de Oxigênio: mais importante que a bola”.
  • Algumas ausências foram sentidas. Henrique Almeida, Lavezzi e Anelka deixaram Inter, Flamengo e Atlético na mão e decepcionaram os torcedores.

A apuração está prevista para ocorrer às 17 desta quinta, se nenhum corintiano invadir o local e rasgar as notas.

Veja também

Leave a Comment