Por Onde Anda Dodô, o artilheiro dos gols bonitos

Por Onde Anda Dodô, o artilheiro dos gols bonitos

A seção “Por Onde Anda” mostra o que os ídolos do esporte mais apaixonante do mundo fazem depois de largarem o futebol. Quer matar a saudade do seu ídolo? Leia “Por Onde Anda”.

Ricardo Lucas, mais conhecido como Dodô, o artilheiro dos gols bonitos, nasceu em São Paulo, em 1974. O atacante atuou por diversos clubes grandes e pelo Botafogo.

Ao contrário do que muita gente pensa, Dodô não ganhou o apelido nos gramados. Quando era jovem, Dodô trabalhou bastante para comprar seu primeiro carro. O modelo? Um Gol zerinho. Animado, Dodô mexeu e remexeu no possante transformando-o em uma máquina digna de fazer parte do filme Velozes e Furiosos.

Quando Dodô passava com o carrão, o pessoal comentava: lá vai o Dodô do Gol bonito. E o apelido pegou. Portanto, a alcunha ganhou força com os golaços – e acabou sofrendo uma pequena adaptação – mas surgiu antes da fama futebolística.

A predileção por gols bonitos tem explicação. Segundo seu primeiro técnico, Dodô faltou na escolinha no dia em que o treinador disse que “o importante é fazer gols, mesmo não sendo um golaço”. O cérebro do atacante não recebeu a informação e desenvolveu um método particular de balançar as redes. Na cabeça de Dodô, só vale gol bonito.

O mais impressionante é que até de pênalti Dodô fazia golaço. O craque simplesmente batia forte em cima do goleiro para a bola subir e pegava o rebote de bicicleta ou voleio. Um gênio.

Existe uma lenda sobre Dodô ter feito um gol feio. O jogo era entre Botafogo x Santos e, por isso, quase não existem testemunhas. Dizem que Dodô driblou apenas 4 jogadores antes de balançar as redes. Míseros 4 jogadores e sem caneta ou chapéu. Após o lance que deu a vitória ao Fogão, foi possível ouvir vaias (nas casas próximas, pois o estádio estava vazio).

Como não há registro do suposto gol feio, Dodô segue com a fama de ter marcado apenas golaços. Segundo levantamento do Data Olé, se Dodô ainda jogasse, ganharia um Puskas por dia.

Veja também

Leave a Comment