Vergonha: Vasco tenta virada de mesa para não disputar a Segundona em 2014

Juninho, de 45 anos, ficou indignado com a atitude do clube (FOTO: João Havelange)

Juninho, de 45 anos, ficou indignado com a atitude do clube (FOTO: João Havelange)

Mal começou a partida entre Atlético-MG e Vasco e o Galão da Massa já fazia 1 a 0. O narrador terminou de informar as escalações e pimba: 2 a o. Este é o time do Vasco, que não inspira confiança em ninguém e já está praticamente rebaixado para a Segundona. Admitindo a triste realidade, o presidente vascaíno, Roberto Dinamite, está arquitetando a famigerada virada de mesa. A ideia é o Vasco disputar a Segundona já em 2013, assumindo a posição do Palmeiras, com o mesmo número de pontos do clube paulista. Assim, em 2014 a equipe cruzmaltina estaria na primeira divisão novamente. Em troca, o Verdão ganharia um tempo precioso para montar o time que vestirá a camisa alviverde no centenário do clube.

Sabendo das críticas, o mandatário pediu que os torcedores sejam compreensivos: “Poxa, tenham um pouco de pena de nós. Só para ter uma ideia, durante a partida, o Dorival deu esporro no Fagner e olhou para o banco; quando viu que o Nei é o reserva imediato, teve que pedir desculpas ao lateral titular, porque a coisa poderia piorar. Essa é a nossa situação atual, não posso ficar de braços cruzados, estou procurando soluções, meu Deus”, disse.

Apesar da polêmica, Dinamite teve coragem de assumir seus erros e admitiu que o time foi mal montado: “Eu errei muito, não tenho medo de admitir. Eu trouxe o Yotun, da tribo dos Sériebés; o Cris, que é lutador e está improvisado como zagueiro, além do Dorival Junior, que faz a propaganda do Axe (quando o Rodrigo Hilbert tira a máscara) e também está improvisado como treinador. Mas isso não me impede de tentar amenizar o sofrimento, fazendo com que o clube jogue a Série B agora, para não jogar em 2014″, disse.

Apesar de toda a polêmica, a torcida do Vasco já procura passagens para o interior do Brasil e já pesquisa preços do PFC Segundona.