Renato comenta Dia da Independência e relembra a infância: "Parece que foi ontem"

Renato comenta Dia da Independência e relembra a infância: “Parece que foi ontem”

O ano era 1822. O garoto Renato, que mal completara 12 anos, estava prestes a presenciar o principal momento da história do Brasil. Brincalhão como a maioria das crianças dessa idade, Renatinho jogava no time da cidade, Corte dos Boleiros, conforme explicou em entrevista concedida ao Olé do Brasil:

“Eu não tinha muitos amigos, apenas o pessoal do time mesmo. Eu lembro bem de dividir o meio de campo com o Zé Roberto e Paulo Baier, e tinha uma rivalidade entre Rogério Ceni e Harlei, que disputavam a posição de titular da equipe”, lembra.

Contudo, enquanto Renato curtia a infância, o destino da nação estava prestes a mudar. No dia 07 de setembro, o Brasil deixou de ser colonia, após proclamação de Dom Pedro I, às margens do riacho Ipiranga. Renato estava no local naquele dia e contou o que viu:

“Estávamos curtindo o dia no riacho quando tudo aconteceu. Meu pai era muito mal humorado, era meio irritado mesmo. Quando o Dom Pedro começou a gritar, papai saiu da água e já queria arrumar encrenca. Sorte que ele se deu conta do que estava acontecendo e não brigou (risos)”.

Como em todo momento histórico deste nível, houve pancadaria e muita confusão. Renato lembra de alguns casos e compara os fatos daquela época aos dias de hoje: “Ocorreram algumas revoltas por parte de portugueses que viviam no Brasil e era correria para todo lado, gente berrando… parecia dia de jogo do Flamengo ou do Corinthians”, lembrou, muito emocionado.

O jogador do Santos participaria dos desfiles realizados em todo o Brasil, mas como tem treino, desistiu da ideia.

Veja também

Leave a Comment