Sem telefone, Mengão não retorna contato de investidor árabe e perde 400 milhões

Sem telefone, Mengão não retorna contato de investidor e perde 400 milhões: “Aguardo a ligação”

O investidor árabe Faris Hir tinha um projeto grandioso para o futebol do Flamengo. O sheik pagaria todas as dívidas do clube e ainda disponibilizaria 200 milhões de reais para contratações. Contudo, a vontade de Faris não será realizada, já que o Flamengo não retornou o contato, por ter tido sua conta de telefone cortada. Em rápida conversa com o Olé do Brasil, o investidor reclamou: “Aguardo a ligação há 6 meses”.

Cansado com a demora, Faris desistiu do negócio e investirá em outro clube brasileiro. O presidente do Rubro Negro, Eduardo de Mello, que está em Londres, não foi encontrado para falar sobre o caso. Sobrou para o gerente de futebol, Pelaipe, que preferiu brincar com a situação utilizando um trocadilho bem bolado: “Estamos sem telefone? Nem ligo (risos)”.

Apesar da brincadeira, a falta dinheiro já é sentida em campo. O Flamengo não consegue comprar juízes como antigamente. Os árbitros, mal acostumados, disseram que sentem falta do “faz-me rir” e prometeram não assinalar pênaltis para o Mengão. Desesperado, o clube não descarta pedir um empréstimo ao volante Renato Abreu.

MAIS PROBLEMAS NA JUSTIÇA

Não é só o Ronaldinho que cobra o Flamengo na justiça. Um funcionário passou fome na sede do clube porque não conseguiu pedir tele-entrega de pizza e também causa dor de cabeça aos dirigentes. O jovem de 24 anos, que preferiu não se identificar, deve entrar com uma ação contra o Rubro Negro por falta de condições mínimas de trabalho e tentativa de assassinato.

Veja também

Leave a Comment