Tragédia! Esqueleto é encontrado na sala de troféus do Atlético-MG: "Está lá desde 1971"

Tragédia! Esqueleto é encontrado na sala de troféus do Atlético-MG: “Está lá desde 1971”

Uma história daquelas. Um esqueleto foi encontrado na sala de troféus do Atlético-MG. De acordo com profissionais do clube, é provável que o esqueleto esteja no local desde 1971, data em que a sala foi aberta pela última vez. Com o auxílio da tecnologia, não foi difícil identificar o falecido.

Após análise, foi constatado que o esqueleto é de Adalberto Moraes Prado, o Galinha, funcionário do clube até 1971, ano do seu desaparecimento. Segundo Marcelo Vieira, companheiro de trabalho, Adalberto foi encarregado de armazenar a taça do Brasileirão na sala de troféus do clube. Depois disso, nunca mais foi visto.

“Nós pensamos que ele tinha se perdido na comemoração, que tinha exagerado e sumido. Ninguém soube o que aconteceu. Ele deve ter passado mal dentro da sala e como nunca mais entraram lá, não foi encontrado. O corpo acabou se perdendo no tempo”, disse.

Depois do acontecimento, o presidente Alexandre Kalil prometeu organizar visitas de torcedores ao local, para evitar casos como esse e para que conheçam a história do clube. Cada visita dura 10 segundos e custa R$ 6,00.

O curioso dessa história é que mesmo morto há 42 anos, Adalberto presenciou todos os títulos nacionais do Galo.

Veja também

Leave a Comment