Flamengo reivindica prêmio junto à Fifa por levar os gols mais bonitos do mundo

Golaços marcados contra o Flamengo fazem a alegria da galera (FOTO: Dodo)

Golaços marcados contra o Flamengo fazem a alegria da galera (FOTO: Dodô)

O Flamengo há muito tempo acumula decepções dentro e fora de campo, mas chegou a hora de virar esse jogo. Após sofrer dois golaços históricos – um de Neymar, em 2011, e outro de Everton Ribeiro, pela oitavas de finais da Copa do Brasil de 2013 -, o Mengão quer ser reconhecido pela Fifa como o time que toma os gols mais bonitos do mundo.

O Prêmio Puskas, criado em 2009 com o objetivo de premiar o jogador que marcou o gol mais bonito do ano, já teve o Flamengo como figurante no gol de Neymar já citado e, provavelmente, terá o Mengão novamente, agora com o gol sofrido contra o Cruzeiro. Por isso, o presidente do Rubro-negro, Eduardo Bandeira de Mello, já entrou em contato com a Fifa para que se prepare uma premiação especial:

“Queremos propor o prêmio Ronaldo Angelim, para o time que toma os gols mais bonitos do mundo em determinado ano. Como o Flamengo participa diretamente desse tipo de lance com frequência, nada mais justo do que levarmos um prêmio também”, disse, lembrando o drible desconcertante que Angelim levou de Neymar.

O presidente disse que na fase do Flamengo, um prêmio como este, que se caracterizaria como o de melhor figurante ou coadjuvante, já é lucro: “Nossa fase é tão ruim que um prêmio como coadjuvante já seria fantástico. E não deixa de ser um reforço de marca importante ficar marcado como clube que leva gols bonitos. As pessoas acabam lembrando que o Flamengo existe, mesmo sem telefone e títulos”, finalizou.

Além de troféu e reconhecimento, o Flamengo ainda ganharia uma viagem internacional, que não ocorre há muito tempo.

Inspirada em outra sugestão (tão boa quanto) do leitor @bruno_pa.